Avanço da colheita da segunda safra e queda nas cotações do milho

As cotações do cereal caíram 7,0% em agosto na região de Campinas-SP, com o avanço da colheita da segunda safra e ao aumento da oferta interna, e seguiram andando de lado em setembro. O comprador mais ausente das negociações e as importações em alta colaboraram com o viés de baixa. Para uma comparação, em agosto/21, o volume médio diário importado foi 99,8% maior que a média de agosto de 2020.

Com relação aos preços, na região de Campinas-SP, a referência está em R$99,00 por saca de 60 quilos (6/9/21). Para o curto e médio prazos (setembro), não estão descartadas quedas nos preços do milho no mercado brasileiro, com a colheita na reta final (maior disponibilidade interna) e o comprador pontualmente mais afastado das negociações.

Fonte: Agrolink

Data: 08/09/2021