Brasil negocia cargo de soja no mercado internacional

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (IMEA) elevou suas estimativas de produção de soja de 2021/22 para 37,26 milhões de toneladas, um aumento marginal de 0,4% em comparação com sua última estimativa. As informações foram divulgadas pela TF Agroeconômica.

“No mercado CFR China, as demandas sobre as importações de soja foram silenciadas com uma margem de esmagamento negativa, apesar da Dalian Commodity Exchange reportar um salto nos preços do óleo de soja e do farelo de soja. Uma carga de soja foi encomendada do Brasil para entrega em fevereiro no final da semana passada. O indicador de soja CFR China para embarque em julho da opção mais barata foi avaliado em 140 c/bu, equivalente a US $ 618/t, um aumento de US$ 0,75/t em relação à última avaliação”, comenta.

Na origem, os prêmios da base brasileira despencaram com os futuros da CBOT subindo após o feriado de Chicago e o real brasileiro valorizou mais de 1% em relação ao dólar americano naquele dia, sendo negociado em seu ponto mais fraco em relação ao dólar até agora em 2021. “No mercado de papel de Paranaguá, os contratos para carregamento em julho foram avaliados 13 c/bu mais baixos no dia a menos 18 c/bu em relação ao futuro de julho, mas subiram ligeiramente com base no preço fixo para $ 561,75/t. Nenhuma negociação foi ouvida no dia, mas um boato foi ouvido sobre um contrato de 5.000 toneladas para entrega em fevereiro de 2022 mudando de mãos a 56 c/bu sobre o março futuro na segunda-feira", completa.

“No mercado FOB da Argentina, os prêmios de base aumentaram com os contratos para julho carregando até 12 c/bu desde o fechamento de sexta-feira para menos 35 c/bu sobre os futuros de julho, enquanto nos EUA, os prêmios de barcaça USG CIF para entrega em julho foram avaliados em 1 c/bu mais baixo no dia em 73 c/bu em relação ao contrato de julho”, conclui.

Fonte: Agrolink

Data: 02/06/2021