IGC prevê recorde de produção total de grãos

A produção mundial de grãos (trigo e grãos grossos) deve aumentar para um recorde de 2,2 bilhões de toneladas no ano comercial de 2020-21, de acordo com o último relatório do mercado de grãos do International Grains Council (IGC). A projeção contempla safras recordes de trigo (768 milhões de toneladas) e cevada (158 milhões de toneladas).

No entanto, em uma base mensal, a projeção mais recente do IGC para 2020-21 é um pouco menor do que a previsão do mês anterior, já que uma grande redução para o milho (principalmente nos Estados Unidos, Argentina e Brasil) é apenas parcialmente compensada por aumenta para o trigo e a cevada. Refletindo principalmente as expectativas rebaixadas para as safras da América do Sul, a perspectiva do Conselho para a produção global de soja é cortada em 6 milhões de toneladas, para 359 milhões de toneladas, ainda mais 6% com relação ao ano anterior.

“Embora a redução seja parcialmente compensada por um número maior de estoques iniciais - vinculado às vendas relutantes dos produtores argentinos - o consumo ainda é reduzido em 4 milhões de toneladas, para 365 milhões, um ganho de 4% com relação ao ano anterior.

A produção global de arroz em 2020-21 está prevista praticamente inalterada em relação a antes, em 503 milhões de toneladas, mas, devido a um valor mais baixo para os estoques iniciais, os suprimentos totais são cortados em 2 milhões de toneladas no mês a mês”, disse o IGC.

O IGC observou que, à medida que o consumo de arroz atinge um novo máximo, as transições mundiais são reduzidas para 175 milhões de toneladas (1 milhão de toneladas acima do mesmo período do ano anterior), com grande parte do ajuste para baixo devido aos principais exportadores, especialmente a Índia.

Fonte: Agrolink

Data: 18/01/2021