Qual efeito do furacão IDA no preço da soja no Brasil?

A ocorrência do furacão IDA nos Estados Unidos teve dois efeitos principais para o setor de soja, na avaliação da equipe de analistas da Consultoria TF Agroeconômica. O primeiro foi o de causar enormes estragos no porto de Nova Orleans – principal ponto de embarque norte-americano de soja, milho e trigo dos Estados Unidos, obrigando os navios que levariam soja e milho a serem realocados para o Brasil.

Com isto, explicam os especialistas, os prêmios pagos nos principais portos do Brasil subiram. “Por outro lado, o furacão trouxe grande umidade sobre as lavouras de soja dos EUA, que estavam sob ameaça de seca e melhorando as perspectivas de rendimento e de produção, fazendo as cotações da Bolsa de Chicago (CBOT) caírem, como mostram os gráficos”, afirmam os analistas de mercado.

Como resultado, conclui a Consultoria TF Agroeconômica, “uma coisa está compensando a outra e os preços não deverão subir significativamente nos próximos dias, pelo menos não devido a estes fatores”.

SEM ENERGIA

O CEO da companhia Entergy Louisiana, Phillip May, alertou neste sábado que a restauração total da eletricidade nas áreas mais atingidas pelo furacão Ida pode demorar até o fim de setembro.
De acordo com ele, o furacão danificou ou destruiu mais de 22.000 postes de energia, mais do que os furacões Katrina, Zeta e Delta combinados, um impacto que ele considera “impressionante”.

“O nível de devastação torna bastante difícil ou quase impossível entrar e avaliar completamente alguns lugares”, disse May segundo a agência de notícias internacional Associated Press.

Fonte: Agrolink

Data: 06/09/021