KWS Sementes lançou Manual de Sorgo

kws_br_manualsorgo.png

São Paulo, 12 de Novembro

Com o objetivo de auxiliar os produtores com informações desde a escolha da variedade, do manejo até a colheita, a KWS lançou Manual do Sorgo, cultura tão importante para o mercado de rações e silagem no Brasil,

Elaborado por uma equipe de especialistas no assunto, a publicação aborda temas importantes como: recomendações sobre época de plantio e semeadura, análise foliar, exigências climáticas e nutricionais, principais doenças e pragas da cultura e cultivo de sorgo granífero na safrinha.

Originária, provavelmente, da África, a cultura do sorgo é domesticada por volta de 3.000 anos a.C. Acredita-se que foi introduzida no Brasil através de sementes trazidas por escravos, com o nome de “Milho d’Angola” ou “Milho da Guiné” e, à partir da segunda década do século XX até fins dos anos 60, a cultura foi reintroduzida de forma ordenada no país através dos institutos públicos de pesquisa e universidades.

Atualmente, segundo a APPS (Associação Paulista dos Produtores de Sementes) na safra de 2016/17, tivemos uma área de 866 mil ha de sorgo granífero, 287 mil ha de sorgo silageiro e 80 mil ha de sorgo forrageiro, a um consumo médio de sementes de 8 kg/ha (grãos), 6 kg/ha (silagem) e 12 kg/ha (forragem), o que é muito importante para a economia e para o mercado de consumo de rações e volumosos no Brasil.

O Manual de Sorgo da KWS está disponível para download no site https://www.kws.com/br/pt/produtos/sorgo

KWS Sementes – Semeando o Futuro desde 1856.